NOSSA OPINIÃO
A série da Netflix , " The society,"tem a mesma repetição de algumas,  que colocam o evento principal atraente em segundo plano. Nota-se claramente a intenção de segurar a atenção do cinófilo.No principio tem-se o evento chamativo e depois cai em uma morosidade cansativa onde se focaliza somente nos problemas de relacionamento dos jovens. Se a intenção foi mostrar como se desenvolve uma sociedade em situações críticas, pecaram nos personagens. Uma sociedade não é constituída somente de jovens . Daí torna o estudo unilateral e incompleto. Há um destaque maior aos namoros e trocas de relacionamentos, perfeitamente normais em se tratando de pessoas jovens, onde o mundo é alicerçado em emoções e aventuras.No vai e volta de paixões inesperadas e decepções  inexplicáveis, o diretor esquece do drama maior, que é o isolamento da cidade.Cansativo nos longos capítulos, lembra muito as novelecas da Globo. Se foi baseado no livro "Senhor das moscas", está longe de satisfazer, ao tentar mostrar a teoria  da formação de uma sociedade. Assisti somente os três primeiros capítulos.Não aguentei.A série  "Lost", também baseada no mesmo livro, apesar das idas e vindas, mostra mais.

Bailarinos



                                        NOSSA CRÍTICA

Ontem , 27/5/19, assisti ao filme : "Capitã Marvel ."
Advirto aos velhos fãs,  que nos tempos de criança liam as historias em quadrinhos dos Marvels, que o filme nada tem a ver com aqueles super heróis que nos encantavam em nossa meninice.Como todo blockbuster, é cheio de reviravoltas , muitos lasers e explosões .Enredo um pouco fraco , fotografia boa . Música razoável .O cenário impressiona ,embora estejamos em frente a cenas  que passam muito rápido, não dando tempo de nosso cérebro assimilar com precisão. Interessante em uma ,que a heroína cai bem em cima de uma loja com o nome de "Blockbuster Videos". Distração sem seriedade, a titulo de passa tempo. Assista com esse espirito.
Uma das coisas que mais chama a atenção é a juventude do ator  Samuel L. Jackson , que se apresenta com seus energéticos trinta e cinco anos, mais ou menos.