Calor dos infernos



















Oito dias contados. Foi o maior calor que assolou o sudeste , neste
ano.Segundo os entendidos foi uma massa de ar quente que
estacionou sobre a enorme área, não deixando entrar um friozinho
sequer.Muito ruim.Estava vendo que não conseguiria atravessar
a onda.

Ja estava começando a me habituar a dormir no chão.No chão , a
temperatura sempre é um pouco mais baixa.Ventiladores
trabalharam a toda, dia e noite.A geladeira foi mais requisitada na
fabricação de gelo para os copos de refrigerantes.Os banhos frios
aumentaram de frequencia.

Dormiu-se mal.Quase ninguem dorme bem com o calor.Sorte
dos aposentados que descontam durante o dia o que perderam
de noite.O problema é que não se consegue dormir de dia , quando
a temperatura atinge a casa dos trinta graus.O povo que vive
na região sudeste está entre a lança e a espada com respeito ao
clima.

Não é preparado nem para o frio intenso nem para o calor
exagerado.Para o calor , não temos (Os pobres) ar condicionado.
No frio, não temos aquecedor.O povo se adaptou a temperaturas
medias.Me disseram:---Compre um ar condicionado, para dormir.
Mas tome cuidado com a energia.

Se ficar a noite toda ligado, a conta de luz no fim do mês, te dará
mais calor.Penso eu que todo mundo deveria ter um ar
condicionado. O preço está bastante acessivel.O problema como
foi dito, é a conta gigante.A energia elétrica que consumimos é
muito cara, assim como também é o combustivel dos automóveis.

No Paraguai onde não existe petroleo e nem uma empresa estatal
chamada Petropar, o combustivel é bem mais barato que aquí.E
não queira entender isso, que não tem explicação.E ainda aparece
todos os dias na tv os politicos falando na grandiosidade da
petrolífera que é nossa, bla bla bla.Nossa uma ova.São deles.
Eles usufruem e nós pagamos a conta.

Mas voltando ao calor, me lembro de uma estoria que me
contavam quando criança.Um casal de macacos tinham uma casa
sobre uma árvore e o telhado feito de folhas estava ficando cada vez
mais deteriorado.Quando vinha uma chuva a mulher cobrava o
marido de arruma-lo.

Quando a chuva passava, o problema do telhado tambem caia
no esquecimento. Somente quando chovia novamente é que era
lembrado pelas goteiras abundantes, caindo em suas cabeças.
Assim somos nós.Com o calor fazemos planos para o ar condicionado.

Quando vem o frescor natural das chuvas ou entramos no inverno,
o esquecemos completamente.Coisa de brasileiro? Talvez.Mas o
carro e o combustível caro, nos preocupa mais.

Um comentário:

maxMODE ® disse...

"O ar condicionado não precisa ficar ligado a noite toda. Basta deixá-lo ligado para esfriar o quarto e fechar tudo..." Aproveitar e dormir... hehehehe... Já ouvi isso de quem tem.. Mas não sei se funciona.